terça-feira, 3 de agosto de 2010

O paradoxo do vírus.


Como parasitas, os vírus provocam muitas doenças nos seres vivos. Ao invadirem as células de um indivíduo, eles prejudicam o funcionamento normal dessas células e, consequentemente, provocam doenças.

Mas eles não vivem sozinhos, necessitam de um organismo para viver. Necessitam da comida que esse organismo dispõe, da água, e dos nutrientes. Não consegue viver sem parasitar esse organismo.

Vivem para fazer o mal a esse organismo. Uma vida contraditória, que para viver, eles destroem aquilo que o mantém vivo. Destroem sua “casa”, aquilo que os mantém vivos e felizes. Sem o organismo eles morrem, então porque vivem dessa forma? Vida banal, motivos estranhos e absurdamente abstratos.

Vivem e nascem predestinados a destruir aquilo que os mantém, o organismo que os alimenta, que sacia sua sede e que lhe dá um lar. Então, porque existem? Apenas para incomodar? Jeito estranho e complexo de existir...e alguns cientistas nem sabe dizer se são seres vivos...“Vivos”....até matarem aquele que o alimentam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget