sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Personagem Plana (ou rasa, como o prato)




Personagens planas são aquelas que não tem profundidade psicológica, são constituídas de uma única ideia ou qualidade. Não tem uma caracterização psicológica, que a faz não evoluir durante a narrativa da história.

Penso eu, que a vida imita a arte, e nesse mundo lindo e cheio de CO, encontramos diversas personagens planas.

Planas, sem caracterização...Às vezes parecem até vazias .
Com a profundidade de um prato (raso).

Não parecem demonstrar interesse por quase nada, vivem do vento que as empurram, ou da maré que as carregam para as praias da vida.

Você conversa com ela, mas não espere muito. Não se aprofunde. Pode confundi-las, ou chateá-las com pensamentos. A personalidade não é tão ausente...É apenas fraca e mal-moldada e até facilmente manipulável, perdida em uma superfície aparente e rasa. Pensar cansa e não existe muito propósito...

Não existe necessidade de complexidade, mas ao contrário da ficção, todo ser humano é personagem principal de sua vida. O narrador está oculto, mas a personagem parece desinteressada na história em que ela pode tomar diversos caminhos.

Se torna rasa, plana e sem propósito.

Que livro chato é essa vida, onde o personagem principal quer ser coadjuvante e se pudesse seria apenas uma nota no rodapé de uma única página. Se fosse um filme deixaria de ser o protagonista para ser figurante no plano de fundo.

É sempre bom nadar no raso, não é? E é sempre bom levar boias...Pois mais ao fundo é perigoso por causa da correnteza...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget