segunda-feira, 12 de setembro de 2011

A TV me deixou burro...


A TV quer massificar o modo de se mostrar o mundo.
Quer mostrar apenas o que acham que é importante saber.
Os jornais são parciais e tendenciosos, bandeira política disfarçada e que visa mostrar apenas o que lhe interessa. As revistas culturais são anticulturais, tentam criar tendências e modas inúteis, como se não fosse necessário atenção redobrada para se resolver os problemas de se viver em uma sociedade.

O foco é sempre mudar o foco. Desviar atenção e tornar-se referencia: ídolo imposto no consciente coletivo. Mudar a forma de se ver o mundo a uma forma coletiva e que foi intencionalmente montada por um grupo de pessoas. Quando descobrimos um horizonte além do nosso, fica difícil imaginar se restringir novamente aquele pequeno espaço, sem opções, sem escolhas de rumo.

A cultura está ruindo, a imagem vale mais que qualquer palavra, e são imagens tendenciosas. Os Neandertais fazendo rabiscos nas cavernas são mais culturais que as novas gerações. Se não fosse um resquício da TV a cabo e algo que aparenta ser liberdade na internet, estaríamos enclausurados e inconformados em uma forma de retardo intelectual.

A pior prisão que poderíamos ter seria dentro de nossas mentes. Moldados e conformados, sem noção do que poderíamos ser, e limitados por tudo aquilo que julgam ser o necessário aprendermos. Literalmente como se fossemos uma boiada, que em um distúrbio coletivo, tentam guiar e dar rumo. Fornecendo o pasto e a água, boiadeiros que rondam em torno dos novos rumos. Rumos estranhos e distantes do que qualquer um poderia escolher.



"A TV me deixou burro, muito burro demais..."

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget